aquaplastic
Escolha uma Página
Ácido Sulfúrico na Indústria

Ácido Sulfúrico na Indústria

O ácido sulfúrico é um dos produtos químicos mais perigosos que existem no mundo. Isso porque ele possui altíssimo grau de corrosividade.

Quando pensamos nos profissionais que lidam com esse tipo de processo nas indústrias, mesmo com fraca concentração, pode causar diversos danos ao corpo humano, como: queimadura na pele, no nariz, nos olhos e garganta. Sem mencionar danos respiratórios crônicos quando expostos em um período longo.

Entretanto, o ácido sulfúrico é um dos produtos químicos mais utilizados no mundo.

Diversas indústrias usam esse produto em alguma parte do seu processo produtivo.

Já vi muitas aplicações em diversos segmentos, mas podemos destacar: fabricação de pneus, indústrias de fertilizantes, mineração de ouro, produção de detergentes entre outras.

O ácido sulfúrico é um subproduto do zinco. Quando o minério de zinco, que também possui enxofre na sua composição, é aquecido a 950°C, acontece uma liberação de gás dióxido de enxofre, que posteriormente é coletado, passa por processos de limpeza e finalmente processado em ácido sulfúrico.

Na Produção de ácido sulfúrico, as tubulações são extremamente exigidas.

Já realizei muitas visitas técnicas em minha vida profissional, mas falando em ácido sulfúrico, me lembro bem de uma empresa multinacional de Mineração de Ouro no sudeste do Brasil, que tinha uma fábrica de ácido sulfúrico dentro da sua planta industrial.

Recordo-me perfeitamente de quão perigoso e insalubre era aquele local. Em se tratando de ácidos perigosos, devemos ter total cautela e segurança na especificação dos materiais a serem utilizados dentro desse processo. Pude ver, claramente, muitas tubulações metálicas completamente corroídas por aquele ambiente extremamente nocivo.

Utilização de Tubulações de Metal, PE e PRFV

Quando a produção de ácido sulfúrico iniciou, as tubulações mais utilizadas eram as de aço carbono para transportar o ácido pelas diversas etapas do processo produtivo. Contudo, com o alto poder de corrosão, periodicamente as tubulações precisavam ser substituídas.

Posteriormente, iniciou-se uma tentativa de revestir os tubos de aço com produtos que pudessem proteger ou mitigar o efeito da corrosão nos tubos, mas isso tornaria a tubulação muito mais pesada e prejudicaria de forma significativa a sua instalação.

Todos nós sabemos que um dia de uma planta fabril parada em uma indústria de grande porte os valores envolvidos são enormes e isso com certeza passou a ser um ponto negativo para esse tipo de material.

Percebo, claramente, uma busca de novas tecnologias para essa aplicação. Nos últimos anos, os fabricantes de ácido sulfúrico experimentaram tubulações de polietileno e PRFV, que é um PVC reforçado com um revestimento de fibra de vidro.

Com certeza, sendo tubulações mais leves, facilitou e muito a parte da instalação, principalmente se compararmos com os tubos metálicos. Entretanto, quando sujeito a mudanças bruscas de temperatura e pressão, esse sistema tem uma tendência ao rompimento.

Tubos de CPVC

Há alguns anos foi introduzido no mercado industrial, uma nova opção para transporte de fluidos corrosivos: os tubos de Policloreto de Vinila Clorado (CPVC).

Com elevada resistência a temperatura e pressão, os tubos de CPVC apresentam um desempenho de altíssimo nível com relação a sua performance.

Quando o cliente analisa o custo global da sua instalação, seja para uma expansão ou manutenção, podemos perceber alguns fatores que podem ser cruciais na tomada de decisão, como: instalação mais rápida que os metais, mobilização de um número menor de pessoas na obra, menor tempo de instalação comparado a tubulações metálicas, custo do produto competitivo e vida útil prolongada.

Uma vez analisando esse custo global, posso afirmar que, no mínimo, faremos as pessoas responsáveis pela instalação e, obviamente, o cliente final.

As tubulações em CPVC apresentam diversas vantagens ao cliente final. Eu diria que uma de enorme importância é a segurança no transporte do fluido corrosivo. Podemos imaginar o que um vazamento desse ácido não causaria prejuízo em um funcionário até mesmo em relação às questões ambientais.

CPVC é uma excelente alternativa para transporte de ácido sulfúrico

Dentre muitas alternativas existentes no mercado, aprecio bastante a utilização do CPVC em transporte de fluidos corrosivos, pois conseguimos unir diversas vantagens ao cliente final com o uso desse termoplástico, agregando valor e segurança no ambiente fabril.

Período menor de mobilização para realizar a instalação, menor número de profissionais na execução desse serviço, tempo de vida útil prolongado, agilidade e praticidade no momento de uma eventual manutenção.

Todos os atributos mencionados acima, com certeza, proporcionam um custo global de instalação menor para a indústria. Que empresa, atualmente, não levariam em conta um custo reduzido de instalação? Creio que todos nós estamos convergindo para uma redução de custo em nossas vidas e atividades profissionais.

Por isso tenho certeza que o CPVC poderá ser uma solução muito interessante para as mais diversas aplicações existentes no mercado industrial.

TUBOS E CONEXÕES PVC-U SCH80 EM CENTRAL DE ÁGUA GELADA

Central de Água Gelada (CAG), tecnicamente conhecido como sistemas de expansão indireta são aqueles em que o gás refrigerante resfria a água que circula pelo sistema (circuito fechado), sendo esta a responsável pelo resfriamento do ar.

sistema de resfriamento

A grande maioria dos empreendimentos comerciais climatizados possuem Centrais de Água Gelada (CAG), entretanto a indústria também usufrui desta solução. Abaixo destacamos algumas aplicações:

– Shopping Center – Climatização de ambiente
– Hospital – Climatização de ambiente
– Grandes lojas – Climatização de ambiente
– Aeroportos – Climatização de ambiente
– Edifícios comerciais – Climatização e Processos de resfriamento de máquinas
– Hotéis – Climatização de ambiente
– Indústria – Climatização e Processos de resfriamento de máquinas

As CAG são compostas por alguns equipamentos, além dos tubos, conexões, registros, válvulas e automação, dentre eles os principais são:

chiller equipamento resfriador

– CHILLER – é um equipamento resfriador por meio de um fluido refrigerante, condicionando um fluido secundário (água).

TORRE DE ARREFECIMENTO

– TORRE DE ARREFECIMENTO –  Equipamentos para resfriar a água de instalações industriais, refrigeração, trocadores de calor, etc.

FAN COIL

– FAN COIL – Equipamento de ventilação colocado em cada lugar que precisa ser aquecido ou resfriado. O ventilador aspira o ar, em seguida sopra sobre a serpentina de água fria e devolve para o ambiente.

Tubos, conexões, registros e válvulas

– Tubos, conexões, registros e válvulas – Responsáveis pela condução do fluido no sistema.

Na maioria das CAG observamos a predominância dos condutores dos fluidos (tubos e conexões) em aço.
Um detalhe muito importante é que para obter o máximo desempenho de uma CAG, além do correto dimensionamento dos equipamentos, deve ser estabelecido um programa de tratamento de água rigoroso com uso de produtos formulados à base de aditivos químicos, incluindo inibidores de corrosão e biocidas que funcionam para proteger o sistema de resfriamento mantendo os sistemas livres de oxigênio e as superfícies de troca de calor limpas e livres de depósitos ou biofilmes.

Pois as ocorrências mais comuns encontradas em circuitos de água gelada são a corrosão e a lama. Esses processos resultam na redução da eficiência da troca de calor, entupimentos e manutenções que podem causar paradas na produção.

O oxigênio é o principal problema em sistemas de resfriamento de circuito fechado e dele decorrem os outros problemas. O oxigênio presente no ar pode infiltrar-se em um sistema fechado através de pontos desgastados do sistema como válvulas, uniões, cotovelos e bombas. Corrosão é um processo eletroquímico que acarreta na destruição do sistema metálico.

Além disso, a presença de oxigênio em sistema fechado de água contribui na proliferação microbiológica. Nos sistemas de água gelada a atividade microbiana gera biofilme, que pode ser resumido como toda a atividade biológica que se adere às paredes do sistema.

Os subprodutos da respiração bacteriana são frequentemente ácidos e a respiração também consome oxigênio, fazendo com que a base do biofilme seja propícia à corrosão do metal base. Isso incentiva o crescimento de outros tipos de bactérias, pois elas usam o metal oxidado em seu metabolismo, gerando ainda outros tipos de corrosão.

Por sua vez, vazamentos também são responsáveis pela maior parte da corrosão em circuitos fechados pois introduzem uma nova carga de oxigênio dissolvido à água. Ao mesmo tempo, quando há vazamentos os níveis de aditivos que inibem a corrosão diminuem no circuito à medida que a água de reposição é adicionada para substituir o vazamento.

Case de sucesso

Em dezembro de 2020 um cliente procurou nossa equipe de especialistas para encontrar uma solução prática e segura a fim de solucionar vazamentos no seu sistema de água gelada.

Tendo como base a NBR-16401-1:2008 Instalações de Ar Condicionado- Sistemas Centrais e Unitários, que faz referência à ÁGUA GELADA.

“12.3.1 – O material da tubulação é geralmente aço carbono, preto ou galvanizado…
12.3.2 – Outros materiais podem ser estipulados a critério do projetista, tais como cobre, Policloreto de vinila (PVC) e outros, desde que satisfaçam as condições de temperatura e pressão estipuladas no projeto.”

Apresentamos nossa linha de PVC-U SCH80 pois atendia a classe de pressão, temperatura do fluido e diâmetros das tubulações que eram de 6 e 8 polegadas. Além disso, outros detalhes ajudam o cliente a decidir pela nossa solução, foram eles:

– Tempo de manutenção reduzido, pois a soldagem dos tubos e conexões é a frio (adesivo cimentício), isso proporciona uma redução aproximada de 70% do tempo quando comprado a solda quente por eletrodo.
– Redução de custo com maquinas e equipamentos, pois as tubulações são leves e fáceis de transportar.
– Atendimento aos requisitos do projeto, resistência química e mecânica.
– Certificados de qualidade internacionais, DVGW, IQNet, KEMONE, NSF, ENTE, APCER e outros.

O que é uma Central de Água Gelada?

O que é uma Central de Água Gelada?

Você sabe o que é Central de Água Gelada (CAG)? Não? Leia o artigo, abaixo, para descobrir.

Os equipamentos relacionados ao ajuste de temperatura de ambientes podem ser separados em duas categorias: os que promovem a expansão direta, ou seja, que possuem um sistema direto para resfriamento do ar e os de expansão indireta que, através de um contato indireto com uma superfície resfriada, é capaz de fornecer temperaturas mais baixas.

A CAG é quando o gás resfria a água que circula pelo sistema (circuito fechado), sendo esta a responsável pelo resfriamento do ar. 

A grande maioria dos empreendimentos como shoppings, aeroportos, edifícios e hospitais possuem Centrais de Água Gelada.

Como funciona a Central de Água Gelada?

Na Central de Água Gelada, existe um equipamento chamado “chiller”, que é responsável por gelar a água e manter sua temperatura sempre baixa. 

Em seu processo de funcionamento, o ar e a água gelada circulam em conjunto, fazendo com que a temperatura do ar diminua devido à baixa temperatura da água.

Todo esse processo ocorre com a ajuda de um equipamento chamado “fancoil”, que funciona como um ventilador acionado que faz com que a água e o ar circulem.

As CAGs são compostas por alguns equipamentos como tubos, conexões, registros, válvulas e automação.

Desempenho 

Um detalhe muito importante é que, para obter o máximo desempenho de uma CAG, além do correto dimensionamento dos equipamentos, deve ser estabelecido um programa de tratamento de água rigoroso com uso de produtos formulados a base de aditivos químicos, incluindo inibidores de corrosão e biocidas que funcionam para proteger o sistema de resfriamento mantendo os sistemas livres de oxigênio e as superfícies de troca de calor limpas e livres de depósitos ou biofilmes. 

Esse processo resulta na redução da eficiência da troca de calor, entupimentos e manutenções que podem causar paradas na produção.

O oxigênio é o principal problema em sistemas de resfriamento de circuito fechado e dele decorrem os outros problemas. Isso porque ele pode infiltrar-se em um sistema fechado através de pontos desgastados do sistema como válvulas, uniões, cotovelos e bombas. 

Além disso, a presença de oxigênio em sistema fechado de água contribui na proliferação microbiológica. 

E aí? Deu pra entender como funciona uma Central de Água Gelada? Se ficou com dúvidas, deixe aqui seu comentário.

Em Holambra, produtores de flores usam o PVC-U da Aqua Plastic para irrigar vasos

Em Holambra, produtores de flores usam o PVC-U da Aqua Plastic para irrigar vasos

Com o intuito de reduzir o consumo de água e aumentar a produção de flores em vasos, uma nova técnica de irrigação está sendo usada por diversos agricultores em Holambra, no interior do estado de São Paulo.
No entanto, o sucesso da Irrigação por Inundação depende do dimensionamento correto e do manejo eficiente do sistema projetado.

irrigação de vasos em Holambra

O funcionamento dessa nova técnica se dá pela divisão em setores. O solo é impermeabilizado e, por sua vez, recebe os sistemas de abastecimento de água e de drenagem.

Com o sistema operante, os vasos são colocados nos setores. Desta forma, o setor é “inundado” a uma altura de 2 a 3 centímetros, e, por capilaridade, a planta consegue absorver a água necessária para o seu crescimento.
Ao cessar o tempo de irrigação, a água não absorvida pela planta volta ao reservatório ficando, assim, disponível para o próximo setor da estufa.

Um cliente, especializado em sistemas de irrigação, utiliza nossos materiais em PVC-U para fazer todos os cavaletes de dentro da estufa (estrutura onde se faz a liberação de água para cada setor), setores de filtragem e a casa de bombas.

sistema de irrigação de flores em Holambra

Segundo o cliente, a preferência pelos nossos produtos é por conta da qualidade e estética do material que passa a impressão de um padrão europeu no acabamento, gerando a satisfação de seus clientes que têm ascendência europeia.

Ainda segundo ele, a preferência também se deve pelo nosso portfólio de produtos disponíveis a pronta-entrega, o que traz uma segurança para o cliente na manutenção do seu estoque.

Automação de válvulas industriais com atuador elétrico

Automação de válvulas industriais com atuador elétrico

As aplicações industriais modernas sustentam-se sobre um alto grau de
automação de válvulas.

Essa é uma condição para o domínio de processos complexos que buscam alta
produtividade e confiabilidade, através de comandos elétricos integrados com
atuador elétrico das válvulas industriais.

O atuador elétrico posiciona a válvula em conformidade com as ordens de
comando procedentes do sistema de automação. Quando se alcança as
posições iniciais, intermediárias ou finais, o atuador elétrico sinaliza a posição
para a central de comando.

Mercado

Atualmente, a busca de automação de válvulas com atuador elétrico vem
crescendo a cada dia, principalmente em equipamentos que são instalados em
locais que não tem geração de ar comprimido.

As válvulas com atuador elétrico são umas das mais utilizadas na maioria dos
segmentos industriais, pelo fato de serem muito seguras, apresentarem baixo
custo e serem fáceis de usar.

Aplicações

As principais aplicações dessas válvulas são nos seguintes equipamentos e
sistemas: osmose reversa, dessalinização, ultrafiltração, remoção de ferro e
manganês, troca iônica e dosagem química.

A Aqua Plastic oferece a melhor solução do mercado com atuador elétrico de
última geração com alimentação elétrica multivoltagem de 24 a 240 VAC,
proteção IP67, posicionador digital, sistema de retorno de emergência por
bateria, tecnologia de comunicação Bluetooth e comunicação Modbus via cabo
ou Wi-fi.

O engenheiro, Jeferson Wilhan Mendes, da TEGA Engenharia e Meio
Ambiente, aprovou as válvulas comercializadas pela Aqua Plastic:

“As válvulas comercializadas pela Aqua Plastic atenderam nossas expectativas
e os requisitos para projetos de saneamento, contribuindo com a qualidade dos
nossos produtos e a satisfação de nossos clientes”
.

E aí, ficou alguma dúvida sobre o uso deste material? Escreva aqui para nós.
E para saber mais sobre válvula com atuador elétrico entre em contato com a
Aqua Plastic.